segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Um outro olhar.


Para muitos é uma consequência, um merecimento. Já outros a julgam um direito e alguns mais um valor ilusório; a liberdade é por vezes pintada pelas mãos da mídia nos olhos da verdade deixando-a cega; tanto inclusa nas idéias como em discussões, tão relativa que chega a ser indefinida, ao invés de um conceito real e universal.
São tantos olhares focados nela...

Na sociedade atual, pelo simples fato de ser a mesma, é dotada de regras, imposições necessárias para uma suposta harmonia, ordem e progresso. Mas, esses porquês nem sempre têm uma resposta, as pessoas que se dizem sem fronteiras sempre afligem as regras do jogo, causam discórdia, conflitos e são punidas por seus atos incovenientes á ordem.
Concluindo, a liberdade é algo impossível, não passa de ilusão, pois se é feito o que vem na cabeça e isso não segue o manual de comportamento,vem a punição. É quando o limite da liberdade é atingido. Antagonismo? Mas então o que é liberdade nessa libertinagem caótica resultante de tantas ordens?
Primeiro se acredita em algo para depois simplismente afirmar que ele nunca existiu?
Errado. Pois chega de verborragia.

A liberdade não exige muito para decolar do mundo ilusório, para passar a ser o que diz a definição: "faculdade de cada um decidir ou agir segundo a própria decisão", no mundo real, nessa sociedade.
Ela exige apenas duas coisas - sabedoria e equlíbrio. Sim, não é fácil, mas agora ela se torna possível. Só aquele que tem esses dois ítens é capaz de adquirir a liberdade, abrir o pacote fechado por tantos conceitos pré-concebidos e desfrutar de seu conteúdo bem mais que tangível apenas.

E quem faz o que "vem na cabeça" é escravo de seus instintos, não é livre.
A afirmação de que todos podemos contradiz o início do texto, mas é um outro olhar.
Cabe á cada um aderir o que acha real.

Talvez, a sociedade ainda não saiba o que é ser livre.

Fiquem com uma frase de Sakyamuni:

"O homem não precisa de muito para ser livre porque a liberdade está dentro dele".

PS:
Peço desculpas pelo longo intervalo entre as postagens, o motivo é a época de provas e o resultante tempo escasso :)


6 comentários:

  1. Ah, minha xará! Adoro os seus textos, são sempre tão profundos e me fazem refletir.
    É bem verdade que nós, humanos, não sabemos bem o que é essa liberdade, com o que ela se parece. Ou seja, muitos confudem liberdade com libertinagem. Fazem tudo que lhes vêm à cabeça, não medem as consequências dos atos.
    Bom, ao meu ver, liberdade se assemelha a felicidade e a verdade. A felicidade de poder ser sincero e verdadeiro consigo mesmo e, consequentemente, com os outros.

    Tem uma frase muito profunda e bonita da Cecília Meireles:
    "...Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda..."

    Frase verdadeiríssima, né?

    Bem, Erica, sempre que der, dá um pulinho aqui, escreve uns textos profundos e reflexivos como esse. Vou adorar!
    Boas provas e tudo de bom pra ti.
    Beijo grande, querida.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não consigo entender como você consegue escrever textos nesses niveis...usahasuhash
    Será a sensibilidade dessa grande musicista que existe em você??
    Será que é pq você nerd mesmo??(tah parei...)

    Keep Working...^^

    "Nossa liberdade nos move a ser o que somos..."

    ResponderExcluir
  3. Hmmmm... Muito bom.

    Os que muito buscam a chamada "liberdade", fazer o que dá na cabeça, sempre acabam loucos ou drogados.. usehuesahuhase...

    Liberdade tá muito mais no pensar e no sentir do que no fazer.. sei lá... tô com fome, é dificil pensar assim...

    useahuseahsea

    :*

    ResponderExcluir
  4. gabriel de souza santos24 de setembro de 2009 22:38

    nossa menina..
    realmente vc tem muito talento com as palavras;;
    e é algo muito raro de se ver hj em dia;

    ResponderExcluir
  5. "E quem faz o que "vem na cabeça" é escravo de seus instintos, não é livre.
    A afirmação de que todos podemos contradiz o início do texto, mas é um outro olhar.
    Cabe á cada um aderir o que acha real."

    Acredito fielmente que os bons textos são aqueles em que nos encontramos.
    Eu me vi em cada palavra sua sobre a liberdade, querida, sua sensibilidade como sempre impressiona. Seu vocabulário e tudo o mais. Sempre maravilhosa.

    Esse trecho que eu coloquei aqui?
    Os bons textos são aqueles em que nos encontramos, textos inesquecíveis são aqueles que nos acrescentam algo nunca dantes imaginado.

    Que reflexão linda, querida Érica,
    Mesmo,
    eu tô bobo com a minha linha de pensamentos aqui,
    obrigado por isso,

    sempre um prazer enorme ler seus textos. *-*'

    ResponderExcluir
  6. Eu penso que se vc mesma define a liberdade como "faculdade de cada um decidir ou agir segundo a própria decisão" e diz que "Ela exige apenas duas coisas - sabedoria e equilíbrio",então você mesma tem opiniões opostas. Ainda mais levando em conta quando vc diz "E quem faz o que "vem na cabeça" é escravo de seus instintos, não é livre."

    Então Liberdade não é fazer oque se bem quer.
    Se temos que ter equilíbrio em nossas ações então nossa 'Liberdade é limitada', e se há limites então não há Liberdade, mas sim 'pseudo-liberdade( ou liberdade-relativa - que é o que temos).

    Disso deriva o que eu te falei:
    Na minha concepção de Liberdade, como sendo exatamente fazer o que se bem quer, livremente, sem que tenha que prestar contas a ninguém, só um único ser pode ser livre, enquanto que os outros tem sua 'liberdade-relativa'limitada pela 'Liberdade absoluta' deste único ser livre, pois só ele pode fazer exatamente o que bem quer.

    Agora se essa Liberdade será algo bom ou ruim, vai da índole desse ser que possui a Liberdade-absoluta.

    Bom, no fim fiz um comentário todo só divagando sobre sua opinião em contraposição à minha . Mas dou um desconto pelo fato, como vc disse, de ser bixete :p

    Espero um novo texto com argumentos mais coesos e mais 'concluso'( nas suas palavras :p).

    Beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...